São João do Piauí, 15 de agosto de 2018
(86)995258210
Opinião
05/08/2018 08h10
Um verdadeiro desgoverno

Em ano de eleição, é mais do que previsível que o cenário político venha a se agitar com partido políticos fazendo conchavos a fim de que os seus membros, postulantes de candidaturas, possam permanecer no poder. Isso é mais do que compreensível. No entanto, não são apenas as indefinições sobre a montagem do cenário político que tem ecoado em todo o estado. O governo tem sido capa de jornais e espaço em noticiários televisivos regionais pela falta de controle na condução da gestão pública estadual.

A gestão petista no estado tem dado sinais de que perdeu o controle do comando em diversas áreas de atuação. Na Educação, o início do ano letivo tem sido ou ameaçado por greves ou pela consumação dessa greve. Isso por que o governo, mas do que ninguém, sabe que, anualmente, o MEC faz o reajustamento dos salários do magistério nacional.

Agora em 2018, o ano letivo começou comprometido. Depois de acordos na justiça, a greve cessou. Mas, pela falta de cumprimento do acordo firmado entre governo e sindicato dos trabalhadores em educação, a greve foi retomada e persiste até a presente data. E o governo nem sequer sinaliza sobre o que pode e deve fazer.

O descontrole não ficou apenas na área da educação. Ele se estende a outras categorias, como os terceirizados, que alegam estar sem pagamentos, como no órgão de trânsito do estado, DETRAN-PI, onde funcionários cruzaram os braços e paralisaram as suas atividades. Nos hospitais, a situação do descompromisso do governo também está presente pela falta de pagamentos aos terceirizados.

A desorganização e a irresponsabilidade do governo parecem não conhecer limites. Os servidores públicos estaduais vêm sendo notificados pelos bancos devido à inadimplência ocasionada pelo não repasse do que é descontado nos contracheques de quem contraiu empréstimo junto aos bancos. A apropriação de indébita nos consignados tem trazido dor de cabeça a dezenas de centenas de servidores que não entendem o porquê das notificações.

Um dos mais duros golpes do governo petista aos servidores foi a falta de acordo entre  hospitais , clínicas e ambulatórios, que ocasionou a suspensão do atendimento de um dos mais cobiçados planos de saúde do estado: o PLAMTA. A situação foi de tamanha irresponsabilidade que, por falta de pagamentos e pela suspensão do atendimento, um servidor veio a óbito.

A solução para o impasse só aconteceu porque o Ministério Público do Estado e a OAB entraram com uma Ação Civil Pública junto à Justiça Federal do Piauí para que fosse realizado o sequestro de R$ 40 milhões da conta única do Estado do Piauí, montante a ser revertido ao Instituto da Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado (IASPI/PLAMTA). Semana depois, o TCE-PI deu 10 dias para que o repasse fosse feito através da comprovação da transferência dos valores em atraso pela Secretaria da Fazenda.

Além da falta de controle, o governador viu a Policia Federal amanhecer e adentrar os portões da Secretaria de Educação do Estado do Piauí (SEDUC-PI), órgão gerido pela primeira-dama do estado, em uma operação que mirava fraude em licitações no transporte escolar, que teria gerado um desvio de quase R$120 milhões. Mesmo não tendo como alvo Rejane Dias, os efeitos da Operação Topique mostraram parte do submundo das fraudes em processos licitatórios dentro da Seduc, entre 2013 e 2017.

Os fatos ocorridos na gestão petista de Wellington Dias revelam o mais absoluto descontrole e desgoverno por quem devia conduzir os destinos de um povo de um estado que não tem encontrado o devido respeito entre os demais estados da federação e que precsia, urgentemente, entrar nos trilhos e a na rota do desenvolvimento.

Portal Mandacaru no Facebook:
Editoriais recomendados
Últimas de editorial
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium