São João do Piauí, 15 de setembro de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Piauí
Piauiense concorre à vaga no Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
18/05/2015 09h05
O advogado piauiense Norberto Campelo, que é conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil, concorre junto com mais 10 candidatos de todo o país a uma das duas vagas abertas no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A eleição para escolha dos dois novos advogados que integrarão uma das mais prestigiadas esferas do judiciário brasileiro, acontece, às 18 horas de hoje, em sessão extraordinária, na sede do Conselho Federal da OAB, em Brasília.

Na ocasião, os 11 concorrentes serão avaliados segundo seus conhecidos jurídicos, em audiência pública. Campelo já conta com o apoio da diretoria da OAB-PI e do presidente da Ordem, o advogado Marcus Vinícius, o que facilita a sua entrada no órgão.

Segundo Norberto Campelo, é importante para o Piauí ter um representante dentro do CNJ porque isso possibilita que as demandas e deficiências jurídicas do Estado possam ser articuladas numa instância superior do poder judiciário.

"O CNJ é o órgão externo de controle do Poder Judiciário. Na estrutura do sistema de justiça é considerado o órgão mais importante porque ele tem a atribuição de planejar e também uma função correcional do judiciário nos casos de desvio de função e desvio de conduta. Cabe, portanto, ao CNJ buscar a punição daqueles que cometeram algum ilícito no exercício da judicatura", frisou Norberto.

Norberto afirmou ainda que as lutas implementadas pela seccional da OAB do Piauí poderão ser encampadas com maior facilidade tendo um membro da seccional no CNJ. "A seccional da OAB vai ter um link direto com um membro do CNJ e com o próprio poder judiciário, o que certamente possibilitará que as demandas sejam melhor trabalhadas internamente", destacou.

O CNJ é composto por 15 conselheiros, sendo nove magistrados, dois membros do Ministério Público, dois advogados e dois cidadãos de notável saber jurídico e reputação ilibada. Os conselheiros têm mandato de dois anos. Entre os direitos e deveres dos conselheiros, estabelecidos pelo Regimento Interno do CNJ, estão, entre outros

FONTE: Diario do Povo
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium