São João do Piauí, 24 de setembro de 2018
(86)995258210
Educação
No Piauí, crianças assistem aulas em casa de taipa
20/08/2015 08h12
A educação pública oferecida aos piauienses ainda patina e enfrenta grandes desafios. Um exemplo disso é a Escola Municipal Nossa Senhora da Conceição, localizada na comunidade Sambaíba, zona Rural de Miguel Alves, cidade localizada a 110 km de Teresina. A instituição de ensino funciona em condições precárias, numa casa de taipa, com paredes de madeira e barro, chão batido e telhado de palha.

Segundo os moradores, por falta de outra escola na região, a "Escolinha de Taipa"- como é popularmente conhecida- foi construída há 14 anos pelos moradores da comunidade e possui apenas duas salas de aula, uma cozinha e os banheiros também contam com uma estrutura de palha e pedaços de madeira, improvisada. Cerca de 40 crianças entre 3 e 11 anos estudam no local. A prefeitura do município informou que o projeto para ser feita uma nova escola de alvenaria na comunidade já foi cadastrado no Ministério da Educação, mas o recurso ainda não foi liberado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A prefeita Salete Rego disse que ao assumir a gestão encontrou 19 escolas na mesma situação e que todas as outras tiveram os problemas solucionados, sendo algumas delas nucleadas para outras unidades próximas. Ainda segundo a gestora, somente os moradores da comunidade Sambaíba não aceitaram a nucleação.

Juliana Lopes Freitas, professora da escola há sete anos, informou que os alunos ainda não deixaram o local porque a escola apresentada pela prefeitura é pequena e está superlotada. A opção seria a Escola Municipal Ana Costa Miranda, localizada no povoado Buritirana, também na zona rural do município, que só possui duas salas e os alunos já chegaram a assistir aula no corredor.

Dados do Censo mostram que, no que diz respeito à infraestrutura, as escolas urbanas e rurais do Piauí vivem em um lado distinto. Apenas 2% das escolas rurais possuem rede de esgoto (53 escolas) e 12% contam com coleta de lixo periódica (365 escolas). Nas escolas públicas das zonas urbanas, 23% (452 escolas) contam com esgoto encanado e uma coleta de lixo periódica que chega a 97% (1.904 escolas).

Os resultados revelam ainda outros dados preocupantes sobre as escolas públicas espalhadas nos 224 municípios do Piauí. De todas as instituições, somente 14% possuem dependências acessíveis a portadores de deficiência. Em algumas cidades do interior o número é ainda mais gritante. Fartura do Piauí, a 600 km de Teresina, não há nenhuma escola que ofereça condições de acessibilidade.

De acordo com os números, das 5.092 escolas públicas existentes no Piauí, somente 777 contam com biblioteca. O número corresponde a apenas 15% do total.

O levantamento engloba todas as escolas que ofertam os ensinos infantil regular, fundamental regular, médio regular, educação especial substitutiva e Educação de Jovens e Adultos (EJA). O Censo Escolar é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Respostas - A Secretaria de Educação do Piauí (Seduc) informou que vai analisar os números, mas afirmou que a meta do governo é tornar as escolas do estado mais acessíveis. A Secretaria de Educação de Fartura do Piauí informou que no município existem duas escolas adaptadas para pessoas com deficiência.

FONTE: Diario do Povo
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium