São João do Piauí, 23 de setembro de 2018
(86)995258210
Geral
Alvos da Operação Lava-Jato, Collor e Cunha são denunciados ao STF
20/08/2015 17h46
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi denunciado, na tarde desta quinta-feira (20/8) por corrupção e lavagem de dinheiro, no Supremo Tribunal Federal. A Procuradoria Geral da República apresentou a denúncia à Corte. Cunha está entre os políticos suspeitos de receberem propina derivada de desvios de dinheiro da Petrobras, revelados pela Operação Lava-Jato.

Eduardo Cunha foi acusado pelo ex-lobista da Samsung Heavy Industries Júlio Camargo e pelo doleiro Alberto Youssef de ser um dos destinatários de propina de US$ 40 milhões de dois navios-sondas entregues pelo estaleiro à Petrobras. O lobista disse que Cunha lhe cobrou US$ 5 milhões como sua parte no negócio. A Petrobras pagou US$ 1,2 bilhão à Samsung pelos navios Vitória 10000 e Petrobras 10000.

Também nesta quinta-feira, foi apresentada denúncia contra o ex-presidente Fernando Collor. O atual senador foi acusado por Youssef de receber dinheiro vivo e em sua própria conta bancária - com comprovantes obtidos pela Polícia Federal - a pedido de seu amigo e ex-ministro Pedro Paulo Leoni Ramos. De acordo com o doleiro, os valores foram pagos antes, durante e depois de um negócio intermediado por Leoni entre a BR Distribuidora, onde Collor teve afilhados políticos, e uma rede de postos de combustíveis.

Segundo uma fonte ligada ao caso, isso não isentará Cunha de responder a outros inquéritos, que continuarão em aberto para apurar intimidação de pessoas que, suspeita-se, foi praticada pelo deputado.

O dinheiro de Cunha deveria ser pago junto com a parcela destinada ao lobista Fernando "Baiano" Soares e ao ex-diretor de Internacional da Petrobras Nestor Cervero. O juiz da 13a Vara Federal de Curitiba, Sérgio Moro, condenou esta semana Baiano, Cerveró e Camargo por participação no esquema. Como Cunha tem foro privilegiado, sua acusação é tratada no STF.

O deputado Eduardo Cunha tem dito que Camargo mente e desafiou-o a comprovar o que diz. O senador Collor nega irregularidades mas se recusa a responder, por exemplo, a que se refere dinheiro de Youssef localizado em sua conta bancária.

FONTE: CorreioBraziliense
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium