São João do Piauí, 15 de agosto de 2018
(86)995258210
Manchete
Professora alfineta prefeito e cobra política de acessibilidade para idosos e deficientes
Professora alfineta prefeito e cobra política de acessibilidade para idosos e deficientes
05/09/2015 12h28
A professora Raimunda Gomes usou seu perfil na rede social facebook para fazer uma cobrança do atual prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos(PT). Depois de verificar a falta de acessibilidade na Rua João Santos, no Alto Santa Fé, a professora resolveu chamar a atenção da administração pública municipal sobre a falta de acessos à João Santos.

“Bom dia, prefeito, desculpe incomodá-lo, mas fui fazer umas visitas de costume e quase não atravesso a Rua João Santos, no Alto Santa Fé. Sempre temos que dar a volta pela avenida, sendo que apenas uma manilha e um pouco de concreto amenizariam a situação”, disse a professora.

Segundo a Professora Raimunda Gomes, mais conhecida como Professora Raimundinha, pessoas com deficiência e idosos deixam de ir ao centro e às igrejas devido a essa barreira.

“Ali é uma obra insignificante em se tratando de recursos e muito útil à melhoria da qualidade de vida das pessoas. Há décadas a população reivindica isso”, destaca a professora.

A professora ainda faz uma colocação importante sobre o foco das administrações em relação ao centro da cidade. Para ela, um planejamento participativo, em que se adota Orçamento Popular, uma peça orçamentária em que a população é consultada sobre onde, como e porque um percentual do orçamento geral do município deverá ser aplicado, deveria ser feito.

“Por que essas administrações focam apenas no Centro, na PRAÇA?”, indagou a professora.

Leia na íntegra o que disse a Professora em sua postagem na caixa de mensagem do prefeito Gil Carlos(PT)

POSTAGEM NA CAIXA DE MENSAGEM DO FACE DO PREFEITO MUNICIPAL

Bom dia , prefeito,Desculpe incomodá-lo, mas fui fazer umas visitas de costume e quase não atravesso a Rua João Santos, no Alto Santa Fé.Sempre temos que dar a volta pela avenida, sendo queapenas uma manilha e um pouco de concreto amenizariam a situação.Pessoas com deficiência e idosos deixam de ir ao centro e às igrejas devido essa barreira.Ali é uma obra insignificante em se tratando de recursos e muito útil à melhoria da qualidade de vida das pessoas.Há décadas a população reivindica isso.Por que essas administrações focam apenas no Centro, na PRAÇA?Daí a importância de um planejamento participativo, em que se adota Orçamento Popular. Só a população sabe as suas prioridades.Agora eu digo para todos(as) nós: "PRECISAMOS REAGIR A ESSA NEGAÇÃO DO DIREITO DE IR E VIR, garantido pela Constituição Federal. Independente de quem esteja no poder, é necessário exigir a participação nas decisões sobre a aplicação dos recursos públicos. Se a população acha que um gestor é bom, melhor ele pode ser se for cobrado!E todos(as) podem cobrar, gente! É uma situação desumana à dessa rua e de muitas outras! Se a população acha que um gestor já é bom, melhor ainda sHá uma grande número de pessoas marginalizadas. E mesmo que não seja um grande número, pois todos têm direito às condições dignas de existência.Por isso, ao montar um Plano de Governo, deve-se ouvir é a população. Mas a cultura aqui é um pequeno grupo do CENTRO/PRAÇA decidir quem deve viver bem e quem viver mal.E DIGO MAIS: Não é desejando mal, mas é bom que quando esses gestores da PRAÇA, que há mais de meio século vêm se revesando no poder, voltarem às periferias para pedir votos, sejam tocados de lá pelo povo e caiam de boca naquele esgoto.Caem não! Não sei onde conseguem ganhar tanta habilidade para tempo de campanha chegarem a todos os lares. Parece que incorporam o espírito do malabarismo circense!Sim, gente, disse mesmo, pois não dá para ver dormir o sono tranquilo dos justos, os que deixam a população das periferias sem acesso às políticas públicas! Acho que o dinheiro gasto em 2 rajadas em tempo de campanha, daria para fazer essa obra.

A reivindicação da Professora Riamundinha é importante, visto que os olhos das gestões municipais, de um modo geral, tem sido voltado com exclusividade para o centro da cidade, deixando a parte periférica marginalizada das ações de políticas públicas como acessibilidade, saneamento, saúde e educação.

FONTE: DA REDAÇÃO
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium