São João do Piauí, 19 de junho de 2018
(86)995258210
Polícia
Lava Jato investiga gestores sobre lavagem de dinheiro em terras piauienses
10/09/2015 23h55
O saque de mais de R$ 8 milhões na boca do caixa do banco do Brasil, na agência central em Teresina, em 2012 e a entrada, via aeroporto de Fátima, de outros R$ 9 milhões, vindo do Paraguai, levaram a polícia a investigar gestores do Interpi, assessores dos governos passados e advogados, numa possível conexão com o escândalo da Petrobras.

Um dos informantes da polícia, que chegou a nominar os beneficiários do dinheiro, sofreu um acidente de carro, que pode ter sido um atentado contra a sua vida.

O caso envolve o doleiro Alberto Youssef e uma mulher identificada como Maria Cristina, do Paraná, encarregados de tirar o dinheiro através de um banco do Paraguai, lavar uma parte em empresa localizada em Cascavel, que fez a transferência através do Banco do Brasil, a pretexto de compra de terras, e a outra, trazida de avião para o aeroporto de Fátima, que não tem qualquer fiscalização.

O que se tem é que os corruptos alcançados pela Lava Jato utilizaram terras dos Cerrados, no Piauí, para esquentar parte do dinheiro da corrupção.

FONTE: PortalAZ
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium