São João do Piauí, 21 de abril de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Educação
Liceu reinaugura prédio com estrutura moderna e atrativa, hoje, 21
21/12/2015 09h25

A reforma do Centro de Ensino Médio e Profissional de Tempo Integral (Cempti) Zacarias de Góis, conhecido como Liceu Piauiense, será entregue neste dia 21 de dezembro como um novo símbolo para a educação do Estado. A secretária de Estado da Educação, Rejane Dias, declara que as escolas do Estado precisam ser mais modernas e atrativas para os estudantes.

 

O prédio de 79 anos, visto que sua conclusão se deu em 1936, passou por diversas intervenções e ampliações.  "A reforma incluiu renovação completa do telhado, troca de piso, pintura em geral e novas instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias e construção de banheiros", conta o diretor da Unidade de Gestão da Rede Física (Ugerf), da Secretaria de Estado da Educação e Cultura (Seduc), Dorival Alves.

Além disso, todo o anfiteatro foi reformado e recuperado e conta com uma estação elevatória para o transporte de cadeirantes até o palco, as rampas que ligam o prédio principal ao anexo foram cobertas, as cinco salas de aulas no pavimento superior do anexo foram ampliadas e foi acrescentada uma sala no pavimento superior do anexo, que será a Oficina de Informática, e o refeitório será mais amplo.

"Por ser um edifício que é patrimônio do Estado, construído em 1934, o Liceu tem peculiaridades e cuidados que o diferem de outras obras em escolas públicas, o que demanda mais tempo e perícia por parte dos construtores", explica Dorival.

"Antes mesmo de assumir a pasta, tomamos conhecimento da situação de precariedade em que se encontrava o Liceu Piauiense. Por isso, nosso primeiro compromisso com a educação do Piauí foi garantir que a obra do prédio dessa escola centenária, que estava parada há mais de seis meses, fosse retomada com a maior celeridade", afirmou a secretária Rejane Dias.

A reforma teve um investimento inicial de R$ 3.698.620,87, oriundos do Tesouro Estadual e a obra será entregue na segunda-feira, dia 21 de dezembro. Com os aditivos devido a mudanças no projeto, o custo final chegou a R$ 4,5 milhões. 

Com o início das aulas em fevereiro, os alunos do Liceu iniciarão o ano em uma escola pública com boa estrutura e que será referência para outras unidades no Estado. A Seduc ainda fez mais um investimento na ordem de R$ 2.900.000 só em mobiliário para equipar o centro de ensino.

Mobiliário moderno e de alto padrão

Ao final da obra, o Liceu está com salas renovadas e refrigeradas, uma com lousa eletrônica conectada à internet, possibilitando aulas com mais opções didáticas e interatividade, além de mobiliário padronizado e de alto padrão. As luminárias têm sensor de presença e o pátio interno foi revitalizado. A acessibilidade está garantida, incluindo uma estação elevatória para cadeirantes no anfiteatro da Escola. A escola também conta com uma rádio comunitária. O veículo servirá como laboratório para os alunos, como mecanismo de lazer e meio de informação. O Liceu também ganhou sala de xadrez, sala de música e sala de dança.

 

 

 

"Pretendemos dar aos estudantes do Liceu uma estrutura moderna que irá ajudar na absorção do ensino praticado em sala de aula, com mais interatividade, informação e entretenimento que, certamente, só acrescentarão ao currículo desses alunos", acredita o diretor administrativa Seduc, Ronald Moura.

   Marco da Educação Piauiense

   Marco na história do ensino piauiense, o Centro de Ensino Médio e Profissional de Tempo Integral (Cempti) Zacarias de Góis – Liceu Piauiense – foi a primeira instituição pública de ensino secundário do Piauí. Criado em Oeiras no dia 04 de outubro de1845 pelo professor, político e conselheiro do Império, Zacarias de Góis e Vasconcelos, foi transferido para Teresina por intermédio do Conselheiro Saraiva, em 1852.

Considerado por várias décadas uma escola de elite, de acesso bastante restrito diante do nível de exigência quanto ao ingresso, o Liceu teve em seu corpo discente nomes ilustres como Wellington Dias, Freitas Neto, Manoel Paulo Nunes, João Henrique Sousa, Sílvio Mendes, Wall Ferraz, Petrônio Portela, Átila Lira e Humberto Castelo Branco, entre outros.

No decorrer de sua existência, passou por sucessivas mudanças estruturais e organizacionais em diferentes momentos históricos por força das exigências da sociedade de cada época. Recebeu outras denominações como Liceu Provincial, Ginásio Oficial do Piauí, Colégio Estadual do Piauí e, finalmente, Colégio Estadual Zacarias de Góis. Mas o que permanece na memória de todos os piauienses é o nome Liceu. É uma instituição escolar que experimentou avanços e recuos em seu funcionamento sem deixar de prestar relevantes serviços educacionais à sociedade.

  Pensando em restaurar a antiga glória de tão aclamada escola, o governador Wellington Dias e a secretária Rejane Dias, não têm medido esforços para que o Liceu reassuma seu lugar como instituição de ensino exemplar para outros estabelecimentos.

  "Desde o início deste ano, o prédio do Liceu Piauiense tem passado por uma reforma completa que visa deixar o espaço totalmente adequado ao ensino e aprendizagem dos seus alunos", declara Rejane Dias.

  O Liceu Piauiense encontra-se situado no centro urbano de Teresina, ocupando uma área total de 8.000m², com 3.200m² de área construída. Abriga 23 (vinte e três) salas de aula e várias dependências pedagógicas como laboratório de ciências e informática, sala de artes, sala de vídeo, auditório, biblioteca, área de lazer, ginásio poliesportivo, grêmio e outras dependências destinadas às atividades administrativas, arquivo, diretoria, diretoria adjunta, secretaria, sala dos professores, coordenação pedagógica e recepção, dentre outras.

 

FONTE: CCCOM
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium