São João do Piauí, 23 de março de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Piauí
Governo do Estado diz que não tem como pagar reajustes salariais em 2016
Governo do Estado diz que não tem como pagar reajustes salariais em 2016
29/12/2015 10h55

O Governo do Estado não vai ter como dar aumentos salariais acertados com várias categorias de servidores públicos para o início de 2016. A informação foi dada ontem pelo secretário estadual de Administração e Previdência, Franzé Silva, lembrando que o Piauí é um dos cinco estados que está em estado de alerta para cumprir as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) referente a gastos com pessoal. Todos os demais estados já ultrapassaram o limite prudencial da LRF.

 

Entre as categorias com previsão de aumento estão os policiais civis e agentes penitenciários e professores. Os acordos foram assinados ainda no Governo Wilson Martins (PSB), em 2013, com parcelamento em três e quatro vezes. Segundo Franzé Silva, os reajustes previstos para o início do ano que vem precisam ser divididos para manter o equilíbrio financeiro e não gerar atraso nos pagamentos e demais compromissos do Estado. 

 

O Governo já está procurando as entidades dos servidores para negociar os aumentos. Franzé Silva assegurou que a prioridade é o pagamento da folha, mas os servidores precisam se convencer da situação de crise econômica. "Se o Estado ultrapassar o limite prudencial da LRF, fica impedido de receber recursos de empréstimos e de convênios. Por isso, estamos negociando com as categorias para parcelar os acordos que já foram firmados anteriormente, inclusive, sem observar o impacto desses reajustes", explicou ele.

 

De acordo com ele, o valor precisa ser dividido para estar dentro do limite legal. "A lógica do Estado é fazer a economia crescer. Se os aumentos forem concedidos como foram negociados, vai ser difícil cumprir e vamos pagar um preço alto", acrescentou.

 

O governo ressaltou que o Estado não existe em função dos servidores, que são cem mil. "Mas reconhecemos que eles trabalham para prestar bons serviços à população, que são 3,2 milhões de pessoas, e que pagam impostos, que pagam os servidores", observou.

 

Porém, frisou que os aumentos precisam ser dados dentro do possível que o Estado possa pagar. "Vamos trabalhar o que seja possível para pagar a todos sem problema. O nosso compromisso é pagar o salário em dia e manter o Estado atualizado e equilibrado", argumentou Franzé Silva. A equipe econômica do Estado vai conversar diretamente com os servidores e com cada uma das categorias para explicar a situação e negociar o parcelamento dos aumentos aprovados desde a gestão passada.

 

 

 

FONTE: DiariodoPovo
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium