São João do Piauí, 22 de outubro de 2018
(86)995258210
Piauí
Decisão sobre venda da Eletrobras Piauí é adiada mais uma vez
29/12/2015 13h46

A estatal federal Eletrobras autorizou a venda da distribuidora de energia Celg-D, que atende o estado de Goiás, mas adiou uma decisão sobre a privatização de suas outras seis concessionárias, inclusive a do Piauí. Além dos estados do Acre, Alagoas, Amazonas, Rondônia e Roraima, segundo sumário de assembleia geral realizada nesta segunda-feira (28/12).

 

A reunião de acionistas da Eletrobras aprovou ainda a renovação da concessão da Celg-D, bem como a realização de leilão de desestatização da distribuidora na BM&F Bovespa, que poderá movimentar ao menos R$ 2,8 bilhões, considerando as parcelas detidas pela estatal federal, pelo Estado de Goiás e empregados e aposentados da companhia.

 

Segundo o resumo da reunião divulgado pela estatal, a venda da Celg-D fica condicionada à aprovação da conversão da dívida da companhia goiana em moeda estrangeira para reais, proposta que depende de aval da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 

A Eletrobras havia submetido à apreciação na assembleia um plano para viabilizar a venda de todas suas deficitárias distribuidoras até o final de 2016, mas o assunto - com exceção do item relacionado à Celg - foi retirado da pauta do encontro "por solicitação do acionista controlador", segundo o documento.

 

O governo federal também retirou de pauta, na assembleia, um pleito da Eletrobras para que a União "viabilizasse, até o final de 2016, o aumento de capital" de seis distribuidoras (Acre, Alagoas, Amazonas, Piauí, Rondônia e Roraima) e para que fosse autorizada a assinatura da prorrogação dos contratos de concessão dessas companhias, que estão vencidos desde julho deste ano.

 

O documento sobre a assembleia não revela se e quando os itens não deliberados voltarão a ser discutidos.

 

ELETROBRAS-PI COM CONTRATO VENCIDO

A Eletrobras Piauí (antiga Cepisa) está atuando com a sua concessão vencida desde julho deste ano. O governador Wellington Dias bem que tentou intervir, mas o imbróglio nunca fora resolvido. A empresa está star inadimplente com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

 

 

FONTE: OOlho
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium