São João do Piauí, 19 de julho de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Geral
Dilma nega demissão de Lobão após delação
Dilma nega demissão de Lobão após delação
08/09/2014 07h46
A presidente Dilma Rousseff reafirmou, neste domingo (7), que aguardará pela informação oficial dos órgãos de investigação sobre o teor do depoimento do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, para, a partir daí, tomar providências em relação a membros do seu governo. Em delação, Costa teria citado senadores e deputados da base aliada, além do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, como beneficiários do recebimento de propina de contratos da estatal.

"A revista “Veja”, que deu essa matéria, ela mesma diz, e depois toda a imprensa diz que o depoimento foi criptografado e colocado num cofre. Eu gostaria muito de ter acesso a essas informações de forma oficial. Eu preciso dos dados que digam respeito, ou que tenham alguma interferência no meu governo. Enquanto não me derem os dados oficialmente, não tenho como tomar uma providência. Ao ter os dados, eu tomarei todas as providências cabíveis, tomarei todas as medidas, inclusive se tiver de tomar medidas mais fortes", disse, em resposta ao questionamento sobre o futuro de Lobão no governo.

A presidente disse que não falou com Lobão nos últimos dias, mas leu a nota que ele divulgou negando qualquer envolvimento com irregularidades de Petrobras. "Nem ele sabe do que ele é acusado, porque não está na matéria. Você sabe qual foi a acusação a ele, concreta? Ninguém sabe. Não pode ser assim o Brasil", reclamou.

Na avaliação de Dilma, o teor do depoimento de Costa não compromete a credibilidade de seu governo. Ela ressaltou que a Polícia Federal, um órgão do governo, está investigando o caso. "Eu acho que não lança suspeita nenhuma sobre o governo, na medida em que ninguém do governo foi oficialmente acusado. O governo tem tido em relação a essa questão uma posição extremamente clara. Aliás, foi órgãos do governo que levaram a essa investigação, foi a polícia federal, não caiu do céu. Foi uma iniciativa da Polícia Federal e também de outros órgãos, como ministério público e judiciário. O governo está investigando esta questão", ressaltou.

FONTE: Brasil247
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium