São João do Piauí, 15 de setembro de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Educação
Wellington Dias suspende negociações com servidores em greve
18/02/2016 13h47

O governador do Piauí, Wellington Dias, anunciou a suspensão das negociações com os servidores em greve. Segundo ele, o Estado já foi até onde podia nas propostas feitas aos grevistas.

 

Wellington Dias visitou as obras da ponte Wall Ferraz na manhã desta quinta-feira (18). Ele disse que o Piauí foi o único estado em que o governo recebeu os professores para fazer negociações, e que se for atender as reivindicações terá de atrasar a folha de pagamento.

 

Wellington Dias, Governador do Piauí

 

O governador disse que vai, por conta da falta de acordo com os grevistas, descontar os dias faltosos. "Não é justo que o Piauí receba os professores, faça proposta boa e receba greve em troca. É insensatez.", disse Wellington Dias, acrescentando que houve queda na arrecadação do estado, e que por isso não pode oferecer um reajuste maior do que já foi proposto, e que se o fizer, vai prejudicar todo o Piauí.

 

 

EDUCAÇÃO

 

Trabalhadores da rede estadual de educação se reuniram em frente ao Palácio de Karnak, na última segunda-feira (15) para negociar o pagamento do reajuste  de 11,33% estipulado para a categoria em 2015. Após as negociações dentro da sede do governo, os servidores decidiram pela greve.

 

De acordo com Sindicato dos Trabalhadores do Estado (SINTE), o governo concedeu apenas 9% deste reajuste, e os 4% restante viriam parcelados em duas vezes em janeiro e fevereiro.

 

Durante as manifestações, Expedito Pacífico, da  secretaria de funcionários do Sinte, denunciou que a categoria ganha não só abaixo do piso nacional como também do salário mínimo. "O Governo coloca que o piso do professor do Piauí está acima do piso nacional. Só que nós temos as nossas gratificações integradas ao vencimento. Sendo assim, o salário é inferior, por que se forem desencorporadas as gratificações, o piso do professor no Piauí fica abaixo do salário mínimo."  

OUTRO LADO

 

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte), professora Odeni Silva, afirmou que a atitude do governador era esperada pela categoria. “Nós já esperávamos, por que normalmente a postura do governo é adotar esse tipo de medida, em vez de negociar até o último momento, prefere tentar frear o movimento, mas sabemos que nossa greve é justa, é legal, foi comunicada dentro do prazo. Isso não afeta nosso movimento, se for decretado, vamos recorrer e continuar em greve, porque nós queremos o cumprimento de uma lei federal”, disse. 

 

FONTE: Com informações|O Dia
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium