São João do Piauí, 16 de novembro de 2018
(86)995258210
Educação
Governo ameaça cortar ponto dos professores do Piauí
Wellington Dias, Governador e Odeni, Presidente do SINTE-PI
Governo ameaça cortar ponto dos professores do Piauí
19/02/2016 12h48

O governador Wellington Dias (PT) classificou de "insensata" a greve dos professores da rede pública de ensino e afirmou que vai descontar dos salários os dias não trabalhados dos servidores da Educação que aderiram à paralisação. Ele disse ontem, durante vistoria da obra de duplicação da Ponte Wall Ferraz, que de todos os estados brasileiros, o Piauí foi o único que tentou negociar com os professores e os outros profissionais da educação para o pagamento do reajuste do piso nacional de salários. 

 

Wellington lembrou que o Estado já paga acima do novo piso salarial do magistério, que passou em janeiro de R$ 1.917,78 para R$ 2.135,64. Ainda assim, propôs pagar o reajuste de 11,36% em três parcelas - a primeira em março, de 4,5%, retroativo a janeiro, a segunda em agosto (2,5%) e a terceira em novembro, de 4,36%. Os professores rejeitaram a proposta e decidiram manter a paralisação iniciada na última segunda-feira. Eles cobram o pagamento do reajuste de uma só vez. 

 

A greve comprometeu o início do ano letivo, no dia 15, nas escolas da rede pública. Por conta da greve, o governador mandou suspender as negociações com a categoria em torno do reajuste. "Eu venho do movimento sindical. E eu sei que é preciso estar negociando com a categoria, e fazemos isso desde o início do governo. Somos o único Estado que tentou entrar em acordo com o setor da educação, e eles são os únicos do país que estão em greve. É insensato. Não há como, dentro das nossas possibilidades financeiras, fazer o pagamento do reajuste de uma única vez. Por isso, propomos em três etapas e estamos tentando negociar", afirmou Wellington.

 

Para não prejudicar o ano letivo, o secretário estadual de Administração e Previdência, Franzé Silva, anunciou anteontem a possibilidade de contratar professores temporários para substituir os grevistas. Ontem, o governador informou que tomou conhecimento de que muitos funcionários que estavam em greve decidiram voltar à sala de aula. "Já fiquei sabendo que muitos professores retornaram ao trabalho. Acredito que não será necessária a contratação de docentes temporários", observou. 

 

ASSISTA AO VIDEO E VEJA O QUE DIZ O SINTE-PI

FONTE: Com informações|O Dia
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium