São João do Piauí, 21 de março de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Piauí
Lava Jato: Empresário do Piauí é conduzido à sede da Polícia Federal
22/03/2016 12h31

O empresário Lourival Nery Junior foi conduzido na manhã desta terça-feira (22) à sede da PF em Teresina onde prestou depoimento. Também foram apreendidos documentos na casa do empresário. Lourival Jr negou as acusações, segundo as quais, ele seria elo de ligação de políticos, com a missão de transportar dinheiro.  Essa não é a primeira vez que Lourival Nery Jr é conduzido à Polícia Federal para explicar seu suposto envolvimento com negócios nebulosos envolvendo recursos públicos. Seu depoimento à Polícia Federal foi acompanhado do advogado Hilberto Evangelista. 

                                                                                                                                                                                                            Imagem:GP1

   Lourival Nery Junior

 

Ele já foi alvo da Operação Águas Claras da Policia Federal em novembro de 2012, quando foi diretor financeiro da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), vinculada ao Ministério das Cidades e fazia lobby para a empresa Allsan Engenharia. A Allsan foi apontada como líder de um poderoso cartel para fraudar licitações de empresas contratadas por autarquias e companhias de água estatais, inclusive a Agespisa (Águas e Esgoto do Piauí S/A). A investigação, realizada em conjunto pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo, revelou que Nery  teria recebido equivalente a 14% do faturamento mensal da Allsan pelo contrato com a Agespisa, firmado em "caráter emergencial" em dezembro de 2011, prorrogado por mais 180 dias em junho de 2012. Nery caiu no grampo da Águas Claras em negociações intensas com o empresário Reynaldo Costa Filho - sócio proprietário da Allsan. Xepa movimentou mais de 300 policiais  Desde a madrugada, cerca de 380 policiais federais estão cumprindo 110 mandados judiciais da 26ª fase da Operação Lava Jato. O depoimento teria durado cerca de 10 minutos por volta das 7h30 da manhã.  Além do Piauí, estão sendo cumpridos mandados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Minas Gerais, Pernambuco e no Distrito Federal. A atual fase foi batizada de 'Xepa' e tem como alvo o Grupo Odebrecht. As investigações apontam possíveis crimes de organização criminosa, corrupção e lavagem de dinheiro oriundos da Petrobras que teriam sido cometidos por empresários, profissionais e lavadores de dinheiro ligados ao grupo.  

FONTE: PortalAZ
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium