São João do Piauí, 15 de outubro de 2018
(86)995258210
CÂMARA:Vereador que pediu afastamento retira requerimento antes mesmo de entrar na pauta
13/06/2016 15h15

   Foto:Gorete do Baú, no Facebook

 

A polêmica que envolveu de um lado o vereador Zé Wilson, autor de um pedido de afastamento para cuidar de problemas pessoais, e do outro, os vereadores de oposição e de situação, que hoje, iriam votar o requerimento de afastamento do vereador, teve um desfecho harmônico no parlamento municipal.

 

Horas antes de ser colocado em votação, o vereador que pediu para se afastar, acabou retirando o requerimento para  que não entrasse na pauta de votação.

 

SEM EXPLICAÇÃO

 

O Mandacaru perguntou ao vereador que motivos o teriam levado a protocolar o pedido de afastamento, mas Zé Wilson preferiu não explicar.

 

ENDEREÇO ERRADO

 

Os suplentes, que têm apenas expectativa de mandatos, erraram o endereço, ao ir ao um cartório de notas[primeiro oficio], reconhecer firma e renunciar os seus “mandatos”. Ao TRE-PI, órgão da justiça eleitoral do estado, é que os suplentes deviam  ter enviado o pedido de renúncia, logo depois que tivessem sido empossados.

 

HARMONIA

 

Com a retirada do requerimento, proposta por Zé Wilson, a Câmara volta a ter um clima de tranquilidade. É tradição, ou pelo menos habito dos vereadores de oposição e de situação aprovarem requerimentos de natureza diversa, sem análise  de mérito.

 

JUSTIÇA

 

Caso o Plenário da Câmara tivesse negado o pedido de afastamento do vereador Zé Wilson, poderia ter, se desejasse, bater à porta do Judiciário, visto que esse é um direito do vereador, previsto na Lei Orgânica do Município que diz : “Em caso de vaga ou de licença de Vereador, o Presidente da Câmara convocará imediatamente o respectivo suplente”. No entanto, o próprio vereador acabou por retirar o requerimento mesmo antes de ser lido em plenário para ser votado.

 

O PLACAR

 

O placar de votação em torno do pedido de afastamento de Zé Wilson já nasceu sem apoio: dos vereadores que tem direito a voto, nesse requerimento, 06 (seis), teoricamente, já sinalizavam que votariam contra. Elias Laurentino, atual presidente, não votaria, o vereador autor do requerimento, como teve interesse na causa, não votaria.

 

RECESSO

 

Segundo o regimento da interno Câmara, o recesso deve começar dia 27 de junho, quando haverá a última sessão no parlamento. O retorno está marcado para o dia 1º de agosto.

 

 

 

 

FONTE: REDAÇÃO
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas do blog
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium