São João do Piauí, 16 de dezembro de 2018
(86)995258210
Tribunal de Contas aceita denúncia de supostas irregularidades em licitação em João Costa
Tribunal de Contas aceita denúncia de supostas irregularidades em licitação em João Costa
26/01/2017 19h05

O Tribunal de Contas do Estado do Piauí aceitou parcialmente denúncias formuladas pelos vereadores da Câmara Municipal de João Costa, contra a o atual prefeito reeleito, Gilson Castro de Assis, Isabel Coelho Oliveira, Milca Magalhães Piauí de Castro e Tatiana Paula de Sousa Santos, respectivamente, Prefeito Municipal, Secretária Municipal de Educação, Secretária de Assistência Social e Secretária Municipal de Saúde do Município de João Costa.

Na denúncia, foram noticiadas possíveis irregularidades na aplicação dos recursos públicos no município em diversas áreas nos exercícios de 2013 e algumas no de 2014.

Entre as denúncias feitas pelo vereador Pedro Alves Batista e outros de oposição ao prefeito no municpio, estão gastos com locações de veículos.

Nas locações de veículos, em relação à empresa Maria do Carmo de Sousa Locação de Veículos, o tribunal chegou a encontrar as seguintes falhas: contratação irregular por dispensa de licitação, cujos trâmites só foram publicados após o período de execução dos serviços; pagamentos realizados sem a prestação dos serviços, em especial, o de transporte de alunos, pois as aulas só começaram dia 05 de março de 2013 e, inclusive, o município já dispunha de ônibus escolares suficientes para transporte de alunos; notas de empenho nº 200 e 201, respectivamente, nos valores de R$ 17.900,00 e R$ 13.000,00, tem nota fiscal de mesma numeração nº 731.

RECUPERAÇÃO DE ESTRAS

Quanto a serviço de recuperação de estradas vicinais junto à empresa Ted Construtora Ltda., foi informado que até o dia 20 de maio de 2013 os serviços não haviam sido realizados, embora tenha sido paga a primeira fatura em 20/05/2013.  Em setembro de 2013 foram realizadas a recuperação das estradas, porém, utilizando-se máquinas e equipamentos cedidos pelo Governo Federal.

GASTOS COM COMBUSTÍVEL

Passando-se aos gastos com combustível junto ao fornecedor Luiz Gonzaga de Carvalho Sucessores Ltda. e Posto Total Ltda., alegou-se que os valores exorbitantes apresentados na prestação de contas face às dimensões do município bem como o excesso de combustível gasto em Teresina-PI.

Segundo a defesa informou, foi contratado posto em São João do Piauí devido ao único posto existente na cidade de João Costa não possuir documentação necessária para contratar com a prefeitura.

OUTRO LADO

As autoridades responsáveis apresentaram defesas em peça unificada em 73 páginas, nas quais discorreram detalhadamente sobre cada ponto da denúncia.

Quanto à aplicação de multa ao prefeito Gilson Castro de Assis, o tribunal deixa para aplicar somente quanto do julgamento da prestação de contas, bem como em relação à imputação de débito.

FONTE: REDAÇÃO
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas do blog
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium