São João do Piauí, 23 de outubro de 2018
(86)995258210
Colunistas
JOE
 JOE
Joe é formado em Letras Inglês pela UESPI e Bacharel em Administração Pública pela UFPI. Ele escreve sobre Política e Administração, diariamente.
Um “13” que deve entrar para história do PT
13/12/2017 17h32

O dia de hoje,13 de dezembro, vai representar historicamente uma data que vai entrar para o calendário do Partido dos Trabalhadores (PT), no municipio de São João do Piauí. A coincidência nefasta de uma sentença prolatada justamente na manhã desta quarta-feira, dia 13, pelo Juiz da 20ª Zona Eleitoral de São João doPiauí, Maurício Machado Queiroz Ribeiro, abriu uma cicatriz traumática na memória de membros locais  do PT, pelo menos neste primeiro momento.

Assim que assumiu sua gestão, em 2013, membros da gestão do prefeito Gil Carlos tinham como praxe,  soltar fogos e rojões em comemoração ao ano 13 e a data mensal do calendário:13 às 13 horas da tarde, no município.

A sentença em primeira instância, que cassou o mandato do prefeito e presidente da APPM ,Gil Carlos Modesto Aleves e o seu vice, Dante Ferreira Qunitans, na manhã de hoje vai entrar para história como uma data sem fogos e sem rojões para comemorar. Talvez fosse preferivel até mesmo que esta data se sucumbisse do calnedário, ou que o 13 não fosse da sigla partidária do PT.

Recentemente indagado sobre suas pretensões políticas em disputar uma cadeira no legislativo estadual, o prefeito Gil Carlos, respondeu que seguia em frente “sem risco de asfixia”, ao se referir ao oxigênio que mantinha suas pretensões políticas acessas.

A candidatura do prefeito Gil Carlos depende de que ele possa desatar dois nós: um judicial e outro político. O judicial se refere ao processo de cassação, que culminou com a cassação de seu mandato em primeira instância, hoje; o politico, porque o prefeito não fez alianças políticas no tempo certo, e, ao bater às portas de lideranças políticas, estas já poderão ter selado os seus compromissos políticos com outros candidatos ao legislativo piauiense.

O prefeito Gil Carlos chegou a revelar que, sobre os "nós" que impossibilitam sua candidatura à Alepi, quanto ao “nó”  judicial, acredita em uma sentença justa, que mantenha o que povo decidiu nas urnas, e quanto ao “nó” político, ele segue acreditando que o campo é promissor, com um povo cheio de expectativas.

Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas da coluna
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium