São João do Piauí, 13 de novembro de 2018
(86)995258210
Colunistas
JOE
 JOE
Joe é formado em Letras Inglês pela UESPI e Bacharel em Administração Pública pela UFPI. Ele escreve sobre Política e Administração, diariamente.
“Boate 40”: o tiro mais uma vez saiu pela culatra
25/01/2018 22h18

O processo de cassação do prefeito Gil Carlos serviu de cobiça a muitos “lideres” políticos locais. A começar por membros que compõem a força de poder do prefeito, em sua atual gestão. Não só por esses artífices da velha politica como da nova também, que já ensaiavam um voo pretensioso rumo à viúva mais cobiçada do município: a prefeitura.

Como bem me disse a professora Raimunda Ferreira Gomes, “A velha politica foi reativada pela nova politica”. A nova política deixou de ser nova, mesmo desacredita, em 2016, quando se misturou com a velha política. Essa foi uma observação das mais sábias possíveis, que já pude fazer.

Mas o certo mesmo é que a movimentação dessa gente, que simboliza a velho e a nova política, sofreu um viés amargo com a nova decisão que o TRE-PI tomou, quando julgou o processo de inelegibilidade do ex-candidato a prefeito em 2012, Alexandre Mendonça, à época PSB.

Três dias depois da cassação do prefeito Gil Carlos (PT), me revelou uma fonte fidedigna, o processo sobre a “Boate 40”, como ficou conhecido o processo que tornaria Alexandre Mendonça inelegível, chegou ao TRE-PI e, por 5 a 1, acabou jogando um balde de agua fria nas pretensões de quem queria ver o ex-candidato de 5.300 votos, nas eleições de 2016, na lista da inelegibilidade .

As articulações sobre o processo da “Boate 40” remontam o ano de 2016, quando , às vésperas de uma decisão no TSE, forças pseudoamigas de Alexandre Mendonça, articulavam em torno de um plano B, caso ele não pudesse ser candidato e, com o seu apoio (assim imaginavam), lançar uma chapa contra a reeleição do Gil Carlos, mas tudo ficou apenas na montagem da arquitetura de um  plano fracassado. Ele conseguiu pela alta Corte de Justiça Eleitoral do país, arrefecer os ânimos da pretensa disputa.

O tiro saiu pela culatra em 2016 e, as armações que já vinham tomando corpo, agora em 2017, depois de tomarem conhecimento da remessa do processo da “Boate 40” do TSE ao TRE-PI, mais uma vez tiveram que se desfazer, porque por aqui, repito: foram 5 a 1, na manhã do dia 22 de janeiro.

Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas da coluna
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium