São João do Piauí, 20 de fevereiro de 2018
(86)995258210
Colunistas
JOE
 JOE
Joe é formado em Letras Inglês pela UESPI e Bacharel em Administração Pública pela UFPI. Ele escreve sobre Política e Administração, diariamente.
Educação: a nossa greve de cada ano
Educação: a nossa greve de cada ano
01/02/2018 22h51

A luta pelo reajuste do PISO do magistério, no Piauí, coloca, mais uma vez, governo e SINTE em lados opostos. O sindicato, por sua vez, acusa Rejane Dias, secretária de Educação, de não dialogar com a categoria.

Em novembro de 2017, o MEC fez o anúncio do reajuste em 6,81%. A movimentação do SINTE é a de que não deverá aceitar o reajuste parcelado, como vem acontecendo, anualmente, quando o anuncia o reajuste. O sindicato da categoria realizou uma Assembleia Geral no Clube Social dos Professores no dia 31, às 10 horas, para discutir a greve geral. A proposta foi aprovada, por unanimidade.

A presidente do SINTE, Paulina Almeida, afirma que a secretária de Educação Rejane Dias não tem deixado outra escolha ao movimento a não ser entrar em grave.

O sindicato, anualmente, às vésperas do ano letivo, tem se sentado com o governo a fim de que o mesmo possa construir um dialogo sobre como o reajuste proposto pelo MEC. Esse diálogo, no entanto, esbarra sempre na impossibilidade de o governo cumprir a lei do Piso, concedendo ,de imediato, o reajuste, que é parcelado, de acordo com a conveniência e “capacidade” financeira do estado.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE-PI) já havia dito que admitiria o “parcelamento” dos 6,81% do reajuste do Piso e reforça o pagamento linear para todos os trabalhadores em educação (professores e funcionários), retroativo a janeiro que é a data-base, e ainda extensivo aos aposentados e pensionistas, obedecendo à paridade.

Pela falta de diálogo, entre governo e sindicato, quem sai perdendo é o aluno da escola pública que não tem nada a ver com os números apresentados pelo governo, que alega um possível descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, caso de pronto, faça o reajuste do Piso do magistério.

Todo ano, sempre às vésperas do início do ano letivo, a cantilena do governo tem sido a mesma e a luta do sindicato, que espera um posicionamento do governo, tem sido no primeiro momento, a greve e depois a judicialização desse movimento grevista.

No Piauí, a primeira lição com que o alunado se depara no início do ano letivo é: “educação: a nossa de cada ano”.

Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas da coluna
Portal Mandacaru | O portal de notícias mais completo de São João do Piauí

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium