São João do Piauí, 19 de agosto de 2018
(86)995258210
Educação
Professores põem fim à greve depois de acordo com o governo no Tribunal de Justiça
Professores põem fim à greve depois de acordo com o governo no Tribunal de Justiça
12/03/2018 13h20

Após 17 dias da greve dos trabalhadores em educação a categoria decidiu, em assembleia nesta segunda-feira (12), no clube da entidade, suspender o movimento grevista mas manter-se em estado de greve. Caso o governo não cumpra o que ficou acordado no Tribunal de Justiça, a categoria retoma a greve.

Os professores deverão retornar às salas de aulas, a partir de manhã, 13 de março. A decisão foi tomada após a aprovação da nova proposta de pagamento do reajuste de 6,81% para todos os trabalhadores em educação, ativos e aposentados e funcionários.

O retorno foi possível depois de uma audiência de conciliação realizada, na manhã desta segunda-feira (12), no Tribunal de Justiça (TJ-PI), entre o governo do estado e o SINTE-PI, com a presença do Ministério Público e OAB-PI.

VEJA A NOVA PROPOSTA:

1 ) reajuste de 6,81% para todos os professores ativos e aposentados na folha de maio/2018. Até lá continuam recebendo o auxílio alimentação;

2) reajuste de 3,15% para todos os funcionários de escola, na folha de maio/2018, referente a 2017; Até lá continuam recebendo o auxílio alimentação. Em setembro/2018 será concedido o reajuste de 3,95%para todos os funcionários de escola referente a 2018;

Pela proposta anterior do governo excluiu totalmente os aposentados e não ofereceu nada de reajuste para os funcionários em 2018.

Graças a força da greve dos trabalhadores em educação, a proposta mediada pelo desembargador do TJ-PI, Joaquim Santana, a mediação favorece os trabalhadores em educação.

 Os Núcleos Regionais presentes na assembleia foram firmes no posicionamento dos trabalhadores das regionais, quando afirma que o governo inchou as escolas de terceirizados, que representam quase 70% dos profissionais nas escolas. A greve está sendo realizada, mas muitas escolas continuam funcionando com precariedade.

Para a professora Paulina Almeida, presidente do SINTE-PI, a proposta foi positiva. “Apesar de ser o menor reajuste do piso de todos os anos, a força dos trabalhadores em educação do Piauí está garantindo o pagamento o reajuste de 6,81% o Piauí.

Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium