São João do Piauí, 23 de maio de 2018
(86)995258210
Colunistas
JOE
 JOE
Joe é formado em Letras Inglês pela UESPI e Bacharel em Administração Pública pela UFPI. Ele escreve sobre Política e Administração, diariamente.
O juiz disse que o Gil fica?
29/04/2018 20h53

O Juiz Eleitoral de São João do Piauí, Mauricio Machado Queiroz Ribeiro, cassou o mandato do prefeito Gil Carlos Modesto Alves por abuso de poder econômico, praticado nas eleições de 2016, quando disputou o seu segundo mandato. Na sentença, o juiz ainda decretou a inelegibilidade do prefeito por oito anos.

Como não podia deixar de ser, a defesa do prefeito Gil Carlos recorreu ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI) pedindo ao mesmo que modificasse a decisão imposta pelo juiz Maurício da 20ª zona eleitoral, que jogara um balde de água fria nas pretensões políticas de Dr. Gil.

Em seus quatro anos de mandatos, Gil Carlos se manteve mais como prefeito itinerante do que presente, como se propôs, em 2012, em um município que exige a presença de quem o governa e tem a responsabilidade de gerir os seus destinos com ordem e comando. Coisa que não aconteceu.

Eu conversava com um vereador da bancada do prefeito e ele me revelou que até mesmo uma caneta para uma secretaria teria que passar pelo crivo de autorização do prefeito, em uma espécie de centralização do poder nas mãos dele Gil Carlos. E isso fez o município emperrar, na execução dos serviços públicos, que ficaram relegados ao acaso e ao descaso.

Na noite de quinta-feira, 26, o Juiz Antônio Lopes de Oliveira, relator do recurso que pedia a modificação da decisão que cassou o prefeito Gil Carlos, em 2017, decidiu, monocraticamente, extinguir o processo de cassação do prefeito petista afastando-o, assim, do fantasma da cassação definitiva, bem como da inelegibilidade, imposta pelo juiz Mauricio Queiroz.

A solução dos problemas de São João do Piauí não está na decisão do Juiz Antônio Lopes de Oliveira que disse que o prefeito Gil Carlos fica no cargo. O problema está no próprio prefeito Gil Carlos, que não admite, mas abandonou o município, há muito tempo...

Nem mesmo a decisão do juiz Antônio Lopes de Oliveira fará o prefeito Gil Carlos fazer do município o que ele propôs, há seis anos: uma saúde como referência, uma educação de qualidade, com bons números , um São João com serviços públicos sem a necessidades de que se implore “com o pires na mão”. A gestão de Dr.Gil Carlos, a despeito de seus antecessores, fez tudo: menos ou igual. Mas o juiz disse que ele fica!

Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas da coluna
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium