São João do Piauí, 18 de março de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Colunistas
JOE
 JOE
Joe é formado em Letras Inglês pela UESPI e Bacharel em Administração Pública pela UFPI. Ele escreve sobre Política e Administração, diariamente.
Dois pesos e duas medidas
11/01/2019 00h14

Soou mal a decisão do Partido dos Trabalhadores enviar a senadora Gleisi Hoffmann a Caracas para prestigiar a posse do ditador da Venezuela, Nicolas Maduro. Isso mostra que o PT não aprendeu nada com a derrota de 2018. Além disso, mostra-se fora da realidade. Aqui no Brasil, o partido prega a democracia. Com nações “amigas” e ditatoriais, como a de Maduro, o partido manifesta o fascínio incondicional pela ditadura daquele governo.

A coalizão opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) se recusou a participar do pleito por considerar o processo uma "fraude" para perpetuar Maduro no poder.

Os dois maiores rivais de oposição já estavam impedidos de concorrer: Leopoldo Lopez está preso, e Henrique Capriles foi impedido de se candidatar a qualquer cargo por um período de 15 anos.

O Partido dos Trabalhadores afirma que reconhece o voto popular pelo qual Nicolas Maduro foi eleito, conforme regras constitucionais vigentes, enfrentando candidaturas legítimas da oposição democrática. No país, quem a Assembleia da Venezuela é quem detém o poder.

Até mesmo a Organização dos Estados Americanos (OEA) e Chile, por exemplo, não reconhecem o novo mandato do Nicolás Maduro, após ele tomar posse para um novo mandato presidencial, previsto para durar até 2025. Mas isso é natural para um partido que prega a democracia no Brasil.

A presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, disse que o seu partido é solidário à posição do governo mexicano e de outros Estados latino-americanos que recusaram claramente a posição do chamado Grupo de Lima, abertamente alinhada com a postura belicista da Casa Branca.

Parece que o discurso de apoio às nações “amigas” como a Venezuela, que o PT prega, não encontra eco suficiente e necessário junto ao povo brasileiro. O PT usa de dois pesos e duas medidas para justificar sua relação com Maduro e esquece que o governo venezuelano, feriu as regras da constituição de seu país para se manter no poder, como afirmam as agências de notícias internacionais.

Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas da coluna
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium