São João do Piauí, 27 de junho de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Geral
Clube Militar diz que se mudanças forem adiadas haverá pressão e novas manifestações
Clube Militar diz que se mudanças forem adiadas haverá pressão e novas manifestações
27/05/2019 22h38

Em editorial publicado em sua página, nesta segunda-feira, o Clube Militar, que apoiou as manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro neste domingo, diz que o recado das ruas "foi dado a quem deve recebê-lo" e avisa que, se os pleitos da população não forem atendidos, novas manifestações serão realizadas.

"Se for mantido o ambiente de se postergar as mudanças necessárias ao desenvolvimento do País, não se tem dúvidas de que outras manifestações virão, como consequência natural de ser preciso 'fazer pressão' para que todos remem a favor do Brasil", ressaltou o editorial do Clube Militar, que está assinado pelo presidente da instituição, general Eduardo José Barbosa.

No texto, o presidente do clube afirma ainda que, nas manifestações, houve apoio à pauta do presidente da República, com as reivindicações de uma nova Previdência, do pacote de medidas anticrime do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e de algumas reformas na Educação.

"Este apoio se fez necessário face o Poder Legislativo, assim como o Poder Judiciário, estarem colocando obstáculos nítidos a essas implementações, que vêm, em verdade, ao encontro do que o povo deseja", destaca o editorial, acrescentando que "esse mesmo povo que se expressou nas últimas eleições a favor de determinadas medidas a serem tomadas pelo governo federal".

O editorial prossegue justificando a necessidade de realização das manifestações ao citar que o Poder Executivo "tem-se mostrado sensível a essas demandas populares" mas que, "paralelamente, se depreende que os outros dois Poderes não estão, igualmente, impactados por esses anseios, colocando, então, empecilhos no processo".

O general José Barbosa, depois que lembrar que "as manifestações foram democráticas e o caminho é a democracia", acrescenta ainda que "claro que não se vislumbra nenhuma hipótese de fechamento de alguma instituição". O presidente do Clube ressalva, entretanto que, "não se pode aceitar" que o Legislativo e o Judiciário desconheçam o que diz o parágrafo único do artigo 1º da Constituição, que afirma que "todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição".

FONTE: AgênciaEstado
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium