São João do Piauí, 23 de agosto de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Blogs
A FONTE
A FONTE
Notícias breves sobre poder e fatos políticos locais, regionais e nacionais
Retorno da CPMF amplia discórdia entre executivo e legislativo
20/07/2019 22h55

A reforma da Previdência mal foi aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados e a próxima meta do governo, a reforma tributária, já dá sinais de que também deverá ser tema de embate entre o Executivo e o Legislativo. Com o recesso parlamentar, que começa hoje, a volta da CPMF será um dos pontos de atrito entre governo e parlamentares. Após críticas da equipe econômica sobre a proposta de reforma tributária que a Câmara tem defendido, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, disse que "querem voltar com a CPMF. Não dá".

A CPMF, imposto sobre transações financeiras que tinha alíquota de 0,20% a 0,38%, começou a ser cobrada em 1997, no governo Fernando Henrique Cardoso. Durou até 2007, quando o Congresso rejeitou a prorrogação da medida. Ao jornal Zero Hora, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que foi "o cara que, pela primeira vez, em 2007, fui à tribuna da Câmara e disse que íamos acabar com ela (a CPMF)". Para ele, a CPMF é um imposto injusto e regressivo, e sua volta como mais um tributo é um absurdo. No entanto, Onyx ponderou que "pensar nela como modificação estrutural, bem, aí é outra conversa".

De acordo com informações do Valor, o Ministério da Economia deve propor a recriação do imposto sobre transações financeiras, o ITF, com uma alíquota em torno de 0,60%, superior à da CPMF. De acordo com o jornal, Guedes rejeita a ideia de da CPMF porque que o ITF seria uma volta "não aumentaria, mas simplificaria a carga tributária".

FONTE: Brodacast
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas do blog
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium