São João do Piauí, 19 de setembro de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Cidades
UPA de São Raimundo Nonato pode paralisar por atraso de salário de médicos prestadores de serviço
UP de São Raimundo Nonato foto: saoraimundo.com
UPA de São Raimundo Nonato pode paralisar por atraso de salário de médicos prestadores de serviço
24/08/2019 12h08

Os Médicos que prestam serviços na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Hospital Regional de São Raimundo Nonato vão entregar as escalas a partir do mês de setembro devido à falta de pagamento dos salários referente aos meses de abril e maio de 2019.

Segundo um médico, que não quis ser identificado, foi protocolado junto à direção da UPA de São Raimundo Nonato um requerimento solicitando da diretora do referido Hospital, Nilvania, a atualização dos salários atrasados até a data do dia 31/08/2019. Caso o pagamento não seja realizado, os médicos prestadores de serviços entregarão as escalas de plantões médicos a partir do dia 01 de setembro. Vale ressaltar, que na UPA de São Raimundo Nonato só existem dois médicos concursados em plena atividade.

A diretora do Hospital de São Raimundo Nonato justificou aos médicos que  a culpa do atraso nos salários é por conta da mudança da Gestão do Hospital, que neste período era gerido pela  Fundação Hospitalar do Piauí, presidida  pelo Deputado Pablo Santos, passando posteriormente para a Secretaria de Estado de Saúde, e que a Fundação não repassou os valores para o Hospital sanar essas dívidas. E que a gestão atual não pode utilizar os recursos próprios do Hospital para pagar débitos que são referentes à Fundação Hospitalar do Piauí.

Este atraso não ocorre apenas com os médicos, mas com todos os profissionais que prestam serviço nesta Unidade de Saúde, que é referência para toda a região de São Raimundo Nonato (Região da Serra da Capivara).

Os médicos da UPA denunciaram o caso para a presidente do Conselho Regional de Medicina do Piauí, Dra. Miriam, a questão dos atrasos dos salários e denunciaram também a falta de contrato entre a Unidade de Saúde com os médicos, pois nenhum dos médicos que prestam serviços na UPA de São Raimundo Nonato possue contrato, o que é ilegal. Os médicos foram orientados pelo CRM a protocolar o caso e a presidente do CRM firmou o compromisso de denunciar  ao Ministério Público o caso, para que sejam tomadas as devidas providências.

A situação chegou a um limite insuportável que, seria importante que o Secretário Estadual de Saúde (Florentino Neto), o presidente da Fundação Hospitalar de Saúde (Deputado Pablo Santos) e a diretora do Hospital Regional de São Raimundo Nonato (Nilvania) resolvessem esse problema o mais rápido possível, sob pena de a cidade de São Raimundo Nonato e região enfrentarem caos na saúde, ocasionando danos irreparáveis à população que necessita de atendimentos médicos de urgência e emergência.

O portal fez contato com a atual diretora do Hospital Regional de São Raimundo Nonato, Nilvania , que explicou:

- A gestão até 31 de maio, era com a FEPISERH, a partir de junho, a SESAPI assumiu a gestão como ordenadora de despesas. No ato da mudança, a FEPISERH deixou pendente os meses de abril e maio . A nova gestão já pagou os meses de junho, julho, e já encaminhou a folha de agosto. Os meses em débito já estão acordados entre a SESAPI e a FEPISERH para serem pagos entre os meses de setembro e outubro.

-Os fornecedores do mesmo jeito.

Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium