São João do Piauí, 19 de agosto de 2018
(86)995258210
Política
Elmano se diz ignorado e admite que pode deixar PTB
Elmano se diz ignorado e admite que pode deixar PTB
12/01/2015 08h48
Em entrevista ao jornal O DIA, o senador Elmano Ferrer (PTB), que está em Brasília, revelou que terá hoje um encontro com o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, com a presença do presidente do PTB no Piauí, senador João Vicente Claudino. Os dois petebistas não escondem o descontentamento com o partido e Kassab quer aproveitar essa insatisfação para convencer os piauienses a aderirem ao partido PL, que está em fase de criação em todo país.

Elmano afirma que apesar do encontro, irá esperar por algumas definições no Senado, como a formação da Mesa Diretora da Casa e a escolha dos parlamentares que irão compor comissões, para definir se ficar ou sai da legenda. Ele confirma que se sair não deverá ir sozinho e poderá ter a companhia de outros nomes do partido como o senador João Vicente, que não concorreu à reeleição.

“João Vicente deve chegar hoje de madrugada em Brasília e ainda hoje teremos um encontro com Kassab. Isso não significa que irei sair do partido. Ainda vamos conversar com a direção nacional. Essa insatisfação não é só no Piauí, outros Estados também se sentem desprestigiados. A nacional faz uma convenção no Rio de Janeiro avisa em cima da hora e só participa quem é do Sul e Sudeste. E durante a campanha de 2014 apoiaram Aécio Neves (PSDB), quando a maioria do partido queria Dilma Rousseff (PT). Então são questões como essa que precisam ser analisadas”, declarou.

A insatisfação de Elmano com a direção nacional do PT teve início na eleição municipal de 2012, quando ele concorreu a reeleição na Prefeitura de Teresina. Ele afirma que foi “ignorado” e o mesmo teria se repetido agora na eleição de 2014. “Eu tinha boas chances de ter vencido a eleição de 2012, mas fui ignorado pela direção nacional do partido e fui derrotado. Agora em 2014 também fui ignorado, mas com a ajuda de lideranças do Estado como o senador João Vicente e o governador Wellington Dias e a própria presidente Dilma, consegui vencer”, declarou.

Gilberto Kassab está liderando em todo país a criação do PL. O partido já existiu e foi substituído pelo atual PR. A intenção de Kassab é criar um partido forte que se fundirá ao PSD no futuro. Unindo as duas legendas, Kassab terá o domínio de um partido maior do que o PMDB e com grande influência junto a presidente Dilma Rousseff (PT). No Piauí, a sigla será comandada pelo deputado estadual eleito Georgiano Neto (PSD), filho do deputado federal Júlio César (PSD).

“Há 45 atrás eu fui convidado pelo deputado Júlio César para um café da manhã com o Gilberto Kassab, mas declinei. Não era o momento porque não tinha conversado com o senador João Vicente e se sair do PTB não irei sozinho. Além disso, iria ocorrer essa convenção nacional que só participou o povo do Rio de Janeiro de poucos outros partidos”, revelou.

FONTE: O Dia
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: [email protected]

© Copyright 2018 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium