São João do Piauí, 15 de setembro de 2019
E-mail: redacao@portalmandacaru.com.br
(86)995258210
Piauí
Governo do Piauí corta investimentos e prejudica Uespi, diz ANDES
Governo do Piauí corta investimentos e prejudica Uespi, diz ANDES
28/01/2015 14h20
O governo estadual do Piauí anunciou cortes no orçamento do serviço público estadual que afetam diretamente a Universidade Estadual do Piauí (Uespi). Já envolta em problemas financeiros e estruturais, a Uespi agora vê a extinção do pagamento de gratificações para os docentes que ocupam cargos como os de coordenação e chefia.

Segundo Daniel Solon, presidente da Associação dos Docentes da Uespi (Adcesp – Seção Sindical do ANDES-SN), a justificativa do governo piauiense para o corte nas gratificações é a adequação das contas públicas à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que prevê a necessidade das administrações públicas “economizarem” para conseguir pagar juros e amortizações da dívida.

“Ao mesmo tempo em que o governo corta gratificações, ele contrata muitas pessoas de sua base aliada para cargos comissionados, é uma incoerência”, afirma o docente. Solon lembra que a gratificação é uma complementação salarial que, devido às baixas remunerações, é fundamental para aqueles que a recebem. “Na área de serviço social, por exemplo, também houve cortes de gratificações. Há assistentes sociais que, sem essa gratificação, passam a receber apenas um salário mínimo”, ressalta o presidente da Adcesp SSind.

Outra medida do governo do Piauí foi não conceder aos professores substitutos da Uespi o reajuste salarial dado aos docentes efetivos, algo que vai contra o Plano de Carreira da categoria. “Temos uma luta histórica pela valorização desses professores e pela sua efetivação, mas quando o governo resolve pagar salários desigualmente ele dá provas de que o que quer é explorar o máximo e pagar o mínimo”, conclui Daniel Solon.

A Adcesp SSind está se organizando para combater os cortes e exigir o reajuste na remuneração dos substitutos. Na quarta-feira (28) à tarde será realizada uma reunião com a reitoria da Uespi para discutir a situação dos substitutos. No mesmo dia a seção sindical e a CSP-Conlutas do Piauí se somam à marcha do Dia Nacional de Lutas por emprego e direitos em Teresina, na qual, além de protestarem contra as recentes Medidas Provisórias (MPs) que retiram direitos trabalhistas, também denunciarão o descaso do governo do Piauí frente ao funcionalismo público.

FONTE: Com informações|ANDES
Portal Mandacaru no Facebook:
Notícias recomendadas
Últimas notícias
Mais lidas do mês
Portal Mandacaru | O nº 1 em notícias de São João do Piauí e região

End: Travessa Adail Coelho Maia - Cel:(89)9403-3070 - Redação: redacao@portalmandacaru.com.br

© Copyright 2019 - Portal Mandacaru - Todos os direitos reservados

Site desenvolvido pela Lenium